Esforço lo extra é tudo o que você faz além daqui que se esperava que você fizesse; é dedicação adicional!


Quando você faz algo além do esperado, evidencia seu verdadeiro valor. Por isso, trabalhe para superar expectativas, faça além do óbvio. Não se dê por satisfeito em ser bom; busque ser ótimo. Se você faz as coisas bem, faça-as ainda melhor.





Esforce-se mais que os outros, esforce-se mais do que você já se esforçou anterior mente.


Sabe o que Pelé, Ayrton Senna, Leonardo da Vinci, Deborah Colker e Fernanda Montenegro têm em comum? Todas essas pessoas são geniais em suas áreas porque se esforçaram muito mais que outras pessoas também talentosas.


Elas se dedicaram profundamente e, ao fazer isso na busca pela própria excelência, foram reconhecidas e tornaram-se referências.


Torne-se também uma referência na vida e no trabalho! O mundo valoriza as pessoas que fazem a diferença. Muito mais importante do que aquilo que você faz é a maneira como você faz!


Não entregue ao mundo apenas o que ele pede a você; vá além, dedique-se mais.


Onde as pessoas comuns se dão por satisfeitas, aí começa seu trabalho...


Há dois tipos de crítica: a destrutiva e a construtiva. Devemos aprender com as duas.


Uma crítica é destrutiva quando tem por finalidade desestruturar, ferir, magoar ou desorientar. É uma arma muito utilizada por pessoas presas aos processos de inveja, ciúme e maldade. Há pessoas que ainda não descobriram a presença de Deus em si e no próximo.


Mesmo nesses casos, ouça atentamente a crítica. Lembre-se de que alguém, na tentativa de magoá-lo, pode, ainda assim, dizer-lhe uma ver dade. Seus oponentes podem ser pessoas inteligentes, e a crítica, apesar de maldosa, conter ele mentos verdadeiros.


Concentre-se naquilo que a crítica pode trazer de bom e não na intenção maldosa de quem o critica de maneira destrutiva. Pessoas superiores reagem de maneira superior!


Uma crítica é construtiva quando tem por finalidade contribuir com nosso aperfeiçoamen to. Nesse caso, quem o está criticando vai sempre lhe apontar uma deficiência (fraqueza) ou falta de eficiência (uma força que não está sendo plena ou corretamente utilizada).


Diante de críticas construtivas, o procedi mento é simples. Ouça com toda a atenção, independentemente de suas impressões e julgamentos com relação ao autor da crítica.


Seja grato às críticas construtivas: elas são sempre um convite ao aperfeiçoamento e um poderoso remédio contra a vaidade.


Em algumas situações, uma crítica construtiva poderá vir em péssima "embalagem" - muitas pessoas não sabem escolher a melhor maneira e o melhor momento para dizer as coisas. Preste mais atenção ao conteúdo da crítica que em sua forma.


Quem se mantém aberto a críticas recebe mais apoio, feedback e orientação e cresce mais rápido!